quinta-feira, 1 de fevereiro de 2007

são Teus pés

André Coelho

são Teus pés a que me curvo,
mesmo mais torto meu caminho,
mesmo o dia mais turvo.

quando me aperta o espinho,
quando de noites me cubro,
quando sozinho,

são Teus pés a que me rendo,
pois os meus já não me ajudam,
e enfim paro, vejo, entendo
que, quando pensamentos me acusam,

são Teus pés que me sustentam
sem mais culpa, mentira, remendo;
feridos e descalços, porém firmes,
são Teus pés.


Julia Seffer - Belém, PA
28 de Dezembro de 2005

*dedicado em 28.12.06 à memória de Samuel de Andrade Barros






3 comentários:

Foxie disse...

Meu amado irmão, como, mas como vou tomar esse tacacá contigo se estou morando em São Luís agora? mas fique tranqüilo que já passou meu mau humor. Se ando muito, penso que vou emagrecer, se suo muito, penso que vou emagrecer, e se não tenho tempo nem para comer, penso que vou emagrecer. Sacou? Beijos DTA!

Anielle disse...

André, agradeço a gentileza de comentar no blog e ainda mais pelo que disse no comentário. Aliás, também estou precisando ler seu blog. Respondendo sua pergunta, os textos e poemas sao meus e da Agnes. Pra saber quem escreveu, é só verificar no final.
Bjs

Filipe Duarte disse...

incrível perceber como as coisas começam em, se voltam pra, e terminam em Deus

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais populares