terça-feira, 2 de setembro de 2008

ponto final

Sérgio Pimenta


Foi linda a festa:
luz, som, sorrisos,
rodas de amigos
e as canções surgindo.

Passou o tempo,
chegou o dia
e sumiu com a noite
toda alegria.

Todo esse tempo são recordações
que não fazem mais sentido –
pra não sofrer com as desilusões,
procurar um motivo.

Hoje a festa é constante, é real
e eu não abro mão disso.
Quis, aceitei, ponto final:
inha alegria é Cristo.

2 comentários:

deco disse...

escrevi uma poesia hoje...postei agora

lembrei de te avisar..rs

abs

André Decotelli disse...

Dá saudade das músicas do Sérgio...cresci as ouvindo...meu pai é um grande fã dele. O céu ficou mais poético!

Aquele Abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais populares